01 ano com telescópio e alguns comentários.

Olá,

Neste mês de Outubro/2015 vai fazer um ano que adquiri meu primeiro telescópio, o Skywatcher Maksutov-Cassegrain 90mm com EQ1 e vários acessórios. Posteriormente adquiri uma câmera planetária dedicada CCD (Expanse) e uma DSLR da Nikon (D3200), mas e aí? Irei elencar alguns pontos que julgo importantes, e trazer artigos publicados aqui no blog, que falam de forma mais completa sobre cada tópico.

beginner-astrophotography-kit

Bom, particularmente gosto muito das astrofotografias de grande campo, então, o telescópio vem me servindo como complemento nas fotografias, no caso, quando desejo capturar astrofotografias lunares e de outros planetas. Quando adquiri este telescópio, foi justamente pensando na astrofotografia, tanto que minha experiência em observação utilizando ele é bem pouca.

Veja aqui um review sobre o Maksutov Cassegrain 90mm

A experiência com a DSLR e o Mak90mm (com adaptadores – anel, rosca T2 e adaptador de projeção) não foram das melhores, tentando alvos lunares ampliados ainda se mostrou algum resultado, porém, Júpiter, por exemplo, se mostrou uma negação: mesmo com o adaptador para projeção + ocular 10mm…realmente fiquei meio triste com o resultado.

Veja aqui um artigo comentando sobre a DSLR x o Mak90mm.

No entanto, depois percebi que para fotografar o disco lunar completo, a DSLR juntamente com o Mak90mm se apresentou como a melhor solução, o único problema é que por conta da alta distância focal do Mak90mm, a lua “cabe” certinha no campo da DSLR, já com a super lua, não cabe (fica sempre cortando um pedaço, daí tive que usar o redutor focal para conseguir registrar o eclipse, embora não goste muito da qualidade que ele me fornece, mas em outro post eu falo mais sobre isso). A propósito, o Sol também cabe no campo da DSLR, e forma uma bela dobradinha (sempre utilize filtros solares).

Veja aqui um artigo sobre captura de fotos solares.

Assim, para consegui avançar na jornada fotográfica rumo aos demais planetas e áreas lunares, resolvi adquirir uma CCD dedicada (expanse), lá do armazém, meio com receio dos resultados, visto que não existia quase nenhuma astrofotografia planetária de melhor qualidade com o telescópio Skywatcher Maksutov Cassegrain de 90mm…acredito ter sido um dos primeiros aqui no Brasil a arriscar essa combinação (talvez o custo da câmera, quase o mesmo do telescópio, fosse um fator que não gerasse interesse, o que agora parece ter mudado).

Veja aqui um artigo sobre a minha experiência com câmeras planetárias dedicadas e webcams.

Veja um pouco do meu trabalho no site AstroBin (comunidade de astrofotografia), clique no link abaixo:

**Comunidade AstroBin**

Em relação à céu profundo, conforme eu previa, as dificuldades com este telescópio ainda não foram superadas, já que o mesmo possui uma razão focal alta, o que escurece bastante a imagem fornecida, e razão focal alta para céu profundo é quase a morte rsrsrsrs (sem falar no campo visual restrito, por exemplo, algumas galáxias e nebulosas não cabem no campo da dslr com o mak90mm). De qualquer forma, estou tentando aperfeiçoar a captura de céu profundo utilizando a câmera DSLR na montagem EQ1 que acompanhou o telescópio, ainda sem resultados mais significativos.

Recomendo a leitura de dois artigos:

Para concluir: acredito que este conjunto tenha valido a pena, dada a portabilidade e qualidade razoáveis de imagens planetárias que venho conseguindo.

Até a próxima,

Edinaldo Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s