Perfil Altimétrico da nossa Lua: conheça a ferramenta QuickMap Act-React.

Olá,

Hoje trago uma ferramenta extremamente útil para observadores, estudiosos e astrofotógrafos da nossa Lua: a ferramenta QuickMap Act-React (NASA). Mas o que ela faz?

O que ela faz de mais “básico” é o perfil altimétrico da Lua, mas o que seria isso?

Após a leitura do relevo lunar através do altímetro a laser da sonda lunar robótica americana LRO (Lunar Reconnaissance Orbiter), foi possível obter um modelo “topográfico” lunar e uma grade geodésica*  possibilitando assim a geração da ferramenta “Path” do QuickMap Act-React, que é disponibilizada para qualquer um através do site: http://target.lroc.asu.edu/q3/

* Num plano de duas dimensões, a geodésica é a menor distância que une dois pontos tal que, para pequenas variações da forma da curva, o seu comprimento é estacionário. A representação da geodésica em um plano representa a projeção de um círculo máximo sobre uma esfera. Assim, tanto na superfície de uma esfera ou deformada num plano, a reta é uma curva, já que a menor distância possível entre dois pontos somente poderá ser curvada, pois uma reta necessariamente precisaria, permanecer sempre num plano, para ser a menor distância entre pontos. – Wikipédia

quickmap
QuickMap Act-React da NASA

Ao acessar a página (imagem acima), aumente o mapa (zoom) usando o ícone “+” no canto superior esquerdo da tela ou vá dando duplos cliques sobre a região de interesse, com isto, a região vai dando um zoom e destacando a área que é de seu interesse.

Para traçar o perfil altimétrico basta clicar no ícone de ferramenta existente no canto superior direito da tela. Em seguida, escolha a opção “Line Tool” e leve o cursor até o ponto inicial do traçado e execute um clique para marcar o início, depois leve o cursor até onde você deseja finalizar o traçado do perfil e dê dois cliques para finalizar o traçado, após isto, será gerado um gráfico com todas as informações, conforme exemplo abaixo:

Exemplo sobre a cratera Theophilus e Cyrillus:

quickmap2
Exemplo sobre a cratera Theophilus e Cyrillus

No exemplo acima, podemos ver algo bem interessante: ao longo dos 227km traçados por mim, vemos que a cratera Cyrillus (a da esquerda), esta mais elevada do que a cratera Theophilus, conforme destaquei na imagem do gráfico. Observe que a elevação no gráfico está em metros e a distância percorrida em kilometros. Caso queira gerar um gráfico no excel ou outro editor de planilha, basta baixar o arquivo CSV, clicando no link “Download CSV”.

O sistema possui vários outros recursos, através da ferramenta “Lunar Layers”, lá no canto superior esquerdo, abaixo do sinal de “-“, é possível identificar o nome de todas as crateras mapeadas, uma “mão na roda” na hora de procurar alguma coisa na Lua.

Lunar Layers
Lunar Layers

Observaram uma outra ferramenta no formato de “retângulo” lá no canto superior direito? É outra coisa bem interessante: com ela podemos mapear uma determinada área e gerar um mapa 3D da região, vejam um exemplo:

quickmap4

quickmap3 (2)

quickmap5

Veja que gerei um mapa 3D da região destacada, onde sou capaz de girar a imagem para qualquer lado que queira.

A ferramenta possui outras inúmeras utilidades, aproveite para explorar a área “Lunar Layers” e descobrir do que ela é capaz.

Até a próxima,

Edinaldo Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s