Lua Cinérea ou Earthshine Lunar

Olá,

Um a dois dias depois da Lua Nova ocorre um evento chamado luz cinérea, cujo termo em inglês entrega sua verdadeira origem: earthshine (brilho da Terra). Há 500 anos este fenômeno foi descrito e desenhado por um conhecido artista italiano de múltiplas habilidades: Leonardo da Vinci.

A luz cinérea acontece poucos dias antes e depois da Lua Nova, quando a maior parte do hemisfério noturno da Lua está voltado para nós. Como a Terra reflete muito mais luz do Sol que a Lua, nosso planeta acaba iluminando seu satélite por reflexão. E embora essa luz seja muito mais fraca que a solar, a porção escura da Lua acaba se tornando visível por contraste.

SISTEMA08
BATE E VOLTA O Sol ilumina a Terra, que reflete parte dessa luz. A luz refletida atinge a Lua, iluminando levemente sua face escura, mas parte dela é enviada de volta, e nós enxergamos uma luz cinzenta. Gravura: ESO e L. Calçada. Fonte: Costa, J. R. V. O brilho de da Vinci. Astronomia no Zênite, jan 2015.

A luz cinérea faz três percursos até chegar aos nossos olhos. Primeiro, ela sai do Sol e vem iluminar a Terra; depois é refletida pela Terra e vai iluminar a face noturna da Lua. Em seguida parte da Lua novamente em direção ao nosso mundo, chegando até você, que está observando o satélite.

SISTEMA09

Mas qual a razão de observar este evento (além da beleza, claro!): “Desde muito tempo é sabido que o efeito Earthshine ou luz cinérea (cinzenta) se refere ao reflexo da Luz solar incidente na Terra e parte dela volta ao espaço se refletindo na região não iluminada da Lua. Também é levada em conta a condição do albedo das diversas regiões do nosso Planeta. Assim, dependendo dos níveis de poluentes, da camada de nuvens em nossa atmosfera e do albedo, o Earthshine vai ser mais ou menos luminoso. Dessa forma se pode avaliar as condições da Terra observando a Lua. Existem estudos do Earthshine promovidos pela NASA e outras instituições que são utilizados na calibragem de satélites em órbita da Terra.

Outro fator importante para observação da luz cinérea se refere, como vimos acima, a propícia ocasião que se apresenta para observação de algum possível fenômeno transitório lunar (TLP), como por exemplo, impacto de meteoritos na Lua, e outros efeitos incomuns de luminosidade, azulamento, etc.

Para o observador amador, a luz cinérea pode ser observada tanto a olho desarmado como com binóculos, lunetas e telescópios de diversos. Fotografias são aconselhadas para possíveis comparações de outras tomadas mês a mês logo após a Lua Nova, até a idade de 6 dias muito facilmente.” FONTE: REA BRASIL (REDE DE ASTRONOMIA OBSERVACIONAL BRASIL), pode ser acessada em http://www.rea-brasil.org/lunar/index.html

Caso se interesse pelo projeto de observação e reporte do efeito Earthshine, acesse o site abaixo e veja como proceder.

http://www.rea-brasil.org/lunar/earthshine.htm

Até a próxima!

Edinaldo Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s