Arquivo da categoria: ceticismo

Ensaio sobre a relação entre a ciência e a religião

Existem algumas vertentes “filosóficas” que termino por esbarrar (ou procuram debater no blog) de forma repetida: teorias da conspiração, eventos e criaturas paranormais/extraterrenos e o velho debate entre a religião e ciência.

Sobre teorias da conspiração, já debatemos um pouco, no artigo “Teoria da conspiração…contra a nossa inteligência.” , o qual recomendo a leitura. A mais chata atualmente, e não sei bem por qual razão, é a de que o planeta Terra seria plano, conforme pode ler no artigo “Movimento Sociedade Terra Plana (STP), é sério?

É bastante comum que membros de um determinado grupo possuam certa similaridade na escolha da religião (ou de sua ausência). É prática comum me questionarem se pertenço à religião X ou Y, já que são as mais proeminentes em meu grupo e o que normalmente me torna bem aceito. Geralmente existem algumas outras religiões que são toleradas dentro de um grupo, mas nem sempre entre seus integrantes (por conflitos diretos entre suas bases/ensinamentos).

religiao-ciencia

Por exemplo: Aqui no Brasil é bem comum ser católico ou protestante (atualmente), mas já não é tão comum praticar o budismo, islamismo ou umbanda. De forma que, ao mudarmos de grupo ao longo do planeta, percebemos que essa aceitação/rejeição muda. Tente prospectar a religião católica na Índia, muito provavelmente você terá dificuldades (e até sofrerá com isso), por outro lado, o hinduísmo é bem aceito por lá.

Continuar lendo Ensaio sobre a relação entre a ciência e a religião

Anúncios

Missões Apollo, lado “oculto” da lua, sons misteriosos e a teoria conspiração.

Olá,

Mais uma vez vi circular uma matéria especulativa acerca da Lua e seus mistérios “ocultados” pela NASA, enfim, rolou de forma intensa em todos os veículos na Internet.

Trata-se da reportagem “Astronautas da Apollo 10 ouviram barulho estranho atrás da lua“. A matéria original, da gravação de assovios agudos – com um total de uma hora de duração – foi apresentada na na série “Os documentos inexplicáveis da Nasa “, do canal de televisão a cabo Discovery Channel (quando vejo estes títulos…enfim, a Discovery já foi mais rigorosa, mas parece que tá entrando na moda E.T. do History).

Apollo_11_crew

Veja o site oficial sobre a missão Apollo11: http://www.nasa.gov/content/apollo-10-was-moon-landing-rehearsal-eft-1-preps-for-trips-beyond

Em um artigo publicado aqui anteriormente, já falei sobre as falácias do lado “oculto” da Lua, leia aqui: A verdade sobre o misterioso lado “oculto” da nossa lua.

Continuar lendo Missões Apollo, lado “oculto” da lua, sons misteriosos e a teoria conspiração.

Qual o real formato do planeta Terra?

Olá,

Em meio à grande notícia de ontem (A detecção das ondas gravitacionais, conforme previsto por Einstein há 100 anos e publicado no LIGO – comunicado de imprensa ), gostaria de de ratificar um assunto que parece ainda criar complicações (principalmente nas mentes complicadas), acerca do formato do nosso planeta Terra. Não vou nem entrar no mérito dos que discutem se a Terra é plana ou não, pois este assunto já foi debatido em outro artigo (e dói bastante pensar que algumas criaturas ainda discutem isto, em pleno esplendor da ciência, cujo feito se assemelha ao apontamento de Galileu, com sua luneta, para o céu, espaço e todo um cosmo.

106300

Inicialmente, vou destacar parte de um capítulo do Módulo 01 do curso de cosmologia do ON, conforme coloco aqui: “Conhecer o tamanho e a forma do nosso planeta era vital para o desenvolvimento da astronomia. O primeiro vestígio de que a Terra não era plana veio dos navegadores. Em terra firme, as irregularidades da superfície mascaram a curvatura da Terra. No entanto, em alto-mar, quando este está bem calmo, esta curvatura é perfeitamente notada ao vermos que um navio que se afasta misteriosamente desaparece abaixo do nível do mar no horizonte distante.
Mas isto poderia nos levar a imaginar que a Terra tem a forma de um cilindro. No entanto, este fenômeno ocorre em todas as direções, o que nos faz supor que a Terra é redonda. […] Mesmo assim os antigos ainda podiam argumentar que somente uma parte pequena da Terra havia sido explorada e, portanto, somente esta parte seria esférica. As partes remotas poderiam ter outra forma.
Hoje, ninguém mais pode ter dúvidas sobre a forma da Terra. Ela não é
perfeitamente esférica uma vez que o diâmetro de um pólo ao outro é 42 quilômetros
menor do que o diâmetro no equador. No entanto, é errado dizer que a Terra tem a forma de uma tangerina. O diâmetro da Terra no equador é de cerca de 6500 quilômetros e a diferença de 42 quilômetros não significa muita coisa a não ser que a Terra é muito menos achatada do que qualquer tangerina ou parente dela.
As medições mais recentes, bastante precisas e delicadas feitas principalmente por satélites artificiais, mostram que o nosso planeta tem uma forma que se assemelha, muito ligeiramente, a uma pêra. Mas, cuidado ao afirmar isto. A Terra não tem a forma de uma pêra! Se quiser ser técnico, diga que a Terra tem a forma de um esferóide oblatado.
É importante lembrar que o conhecimento de que a Terra era redonda não foi perdido nos séculos seguintes. Assim, nem Vasco da Gama, nem Cristóvão Colombo, nem Pedro Álvares Cabral, nem qualquer outros dos grandes navegadores ou qualquer dos seus contemporâneos com cultura, tinham medo de cair da borda da Terra durante suas viagens para o oeste na tentativa de achar um caminho marítimo para as Índias.”

Continuar lendo Qual o real formato do planeta Terra?

Movimento Sociedade Terra Plana (STP), é sério?

Olá,

Pois é…parece que existem defensores para a teoria da terra plana, refutando totalmente todas as evidências sobre o planeta ser um globo (tecnicamente a Terra tem a forma de um esferóide oblatado.)

Em 1864, o inventor e escritor britânico Samuel B. Rowbotham publicou, sob o pseudônimo de ‘Parallax’, um panfleto intitulado “Astronomia Zetética: A Terra não é um globo” e, após sua morte, sua mulher criou a Universal Zetetic Society. Posteriormente, em 1956, Samuel Shenton criou a atual Sociedade da Terra Plana, com sede em Londres.

Concepção do planeta Terra, de acordo com os terraplanistas.
Concepção do planeta Terra, de acordo com os terraplanistas.

Os adeptos da teoria da Terra plana seguem um método de pensamento chamado “método Zetético”, uma alternativa ao método científico criado por um crente na Terra plana do século 19, segundo o qual as observações dos sentidos são inquestionáveis.

Continuar lendo Movimento Sociedade Terra Plana (STP), é sério?

1% de diferença entre Humanos e Chimpanzés: Verdade? E quais as implicações disto?

Olá,

Esta semana assisti um pequeno vídeo do Neil Degrasse Tyson, onde ele explica rapidamente sobre a relação entre o nosso processo de evolução e o cosmos, levantando ainda uma questão sobre a pequena diferença de aproximadamente 1% entre nosso DNA e dos chimpanzés, e o quão assombrosa pode ser essa informação.

Assista o vídeo “Nossa Origem Atômica e um Pensamento Perturbador” (LEGENDADO):

Gosto muito da forma como o Neil Tyson conduz suas palestras e entrevistas, de forma bem mais enérgica, vibrante e brincalhona do que a versão dele na série COSMOS, mas claro, na série ele tinha que manter um tom mais sereno, seguindo a marca deixada por Carl Sagan na primeira versão da série (e em qualquer entrevista, o Carl Sagan era calmo daquela forma)…mas enfim, fiquei pensativo em relação à dois pontos:

  1. a própria questão: como seria uma outra forma de vida inteligente, com apenas 1% de diferença na estrutura de DNA (digamos que “1% para melhor”) quando comparado com o que temos aqui na Terra (nós)? Realmente, deve ser uma diferença absurda (e assombrosa);
  2. aqui a questão que me deixou intrigado: sei da seriedade por parte dele com a ciência, mas fiquei me questionando se essa informação sobre “1% de diferença” seria verdade…será?

Ainda não conhece a série “COSMOS: Uma odisseia no espaço-tempo.” ? Veja uma matéria completa sobre ela: http://www.astropt.org/2014/08/30/cosmos-de-tyson/

Fiz algumas pesquisas, e por coincidência encontrei um bom texto em um site que já conhecia, o texto pode ser lido aqui – e recomendo que leiam, para continuarmos o assunto por aqui -: 1% de diferença entre Humanos e Chimpanzés. O que isso significa?

No texto, é abordada as diversas formas estatísticas de encarar a análise do DNA, e a questão se mostra bem mais complexa.

cosmos-102-some-of-the-things-that-molecules-do-fox

O autor do texto informa diversas linhas de análise do DNA, assim, podemos levar em conta os genes propriamente ditos, as sequências intergênicas, ou seja, espaços entre os genes, toda a cadeia, etc. Ou seja, os valores finais podem ser tanto maiores do que 1% ou menores, e agora???

Passei o texto para meu amigo Fábio, solicitando uma ajuda, afinal, ele é biólogo e poderia explicar melhor a questão. E com sua competência de sempre, ele me deu uma explicação simples e plausível, a qual vou transcrever aqui:

“Genética é expressão de cálculo, então tem várias de formas de você apresentar um cálculo ou alguma referência estatística. As referências estatísticas que ele vai mostrando, de fato, são pertinentes, e existe essa questão de que de todo o nosso DNA, apenas 3% dele de fato contém informações.

Deste percentual de 3%, você ainda vai ter as regiões exons e introns, apenas as regiões exons é que expressam informação de fato. Então, várias coisas que o texto comenta são verdadeiras, mas quando falamos que há uma diferença de percentual do material genético de um para o outro, ocorre que escolhemos alguns seguimentos de DNA para fazer a comparação, então de fato não foi comparado o DNA todo, geralmente é feita a comparação dos genes mais importantes, que são aqueles genes que vão determinar formação de órgãos, funcionamento dos órgãos e sistemas, metabolismo, etc, então, considerando os genes de mamíferos, os mais importantes, e fazendo este comparativo, entre primatas e seres humanos, encontraremos essa média referencial de 1%.”

Então, encarando desta forma, podemos aceitar a informação passada pelo Neil durante sua palestra, e passar a refletir mais na questão central: afinal, como seria uma vida inteligente com um 1% de diferença na cadeia do DNA??? Muito provavelmente nós é que seríamos os chimpanzés na história.

Até a próxima,

Edinaldo Oliveira

A verdade sobre o misterioso lado “oculto” da nossa lua.

Olá,

Hoje falaremos de assunto que sempre gera polêmica: os mistérios que rodeiam a face “oculta” da nossa lua. Sim! deveríamos utilizar os termos “oculto” ou “distante” para designar o lado da lua que não conseguimos ver, termos estes menos enigmáticos na verdade, porém corretos, como veremos mais adiante.

dark_side_of_the_moon_space_pink_floyd_hd-wallpaper-1250522

Essa história de “lado escuro” é algo que caiu no imaginário da grande maioria das pessoas, e de tempos em tempos observamos um reforço deste termo tão atraente, mas errado,  como no filme 2001: A Space Odyssey — 2001: Uma Odisseia no Espaço (e veja o ano…1968), um monólito é encontrado enterrado no lado oculto da Lua, alguns anos depois com a música “Dark Side of the Moon” — lado escuro da Lua, do Pink Floyd (em 1973) ou de filmes mais recentes, como Transformers: Dark of the Moon — Transformers: O Lado Oculto da Lua (2011), onde alienígenas estariam hibernando por lá. Fazendo buscas sobre o lado escuro da lua, vão surgir diversos sites falando sobre bases secretas do governo (ou de alienígenas), que a NASA esconde fotos de lá, etc, etc, etc.

Continuar lendo A verdade sobre o misterioso lado “oculto” da nossa lua.

Teoria da conspiração…contra a nossa inteligência.

Olá,


Disponibilizei muitos links e vídeos neste artigo, que complementam de forma valiosa o conteúdo abordado aqui, assim, recomendo que vejam todos.


Semana passada uma notícia correu solta nos veículos de comunicação científica: a de que um multimilionário russo, Yuri Milner, irá lançar o programa “Breakthrough Initiatives” (“Iniciativas inovadoras”), que destinará US$ 100 milhões durante a próxima década para a busca de vida inteligente fora de nosso planeta, tendo como “garoto propaganda” nada mais, nada menos do que o físico Stephen Hawking, entre outros físicos (como o Frank Drake – sim, ele mesmo, da famosa equação de Drake, Martin Rees, Pete Worden e Geoff Marcy e a escritora Ann Druyan, apenas para mencionar os nomes mais expressivos). A notícia pode ser lida aqui e aqui.

Para uma leitura mais completa, sugiro que leiam o artigo publicado pelo Salvador Nogueira, bem completinho…veja aqui.

britain-extraterrestrials

Será mais um projeto com relevância na busca por sinais extraterrestres (acredito que o maior na iniciativa privada), que de certa forma complementará o pioneiro SETI  (sigla para Search for Extraterrestrial Intelligence, ou Busca por Inteligência Extraterrestre).

Continuar lendo Teoria da conspiração…contra a nossa inteligência.