Arquivo da categoria: DSLR

O tempo nublou, e agora? O que fotografar?

Olá,

Apesar de ser verão, o que tipicamente quer dizer muito sol aqui no Nordeste, estamos passando por um inverno atípico, onde a maioria dos dias está com céu nublado, ou seja, para um astrofotógrafo isto significa guardar os equipamentos por alguns dias, semanas ou até meses. Mas será que não podemos aproveitar nossa câmera DSLR para fazer outros tipos de registros??

fotografia-300x200

Quando comecei na astrofotografia de grande campo, aprendi o básico para fotografar este tipo foto, em condições de pouca iluminação (afinal vou fotografar um céu escuro), o que implicaria em ter que aprender alguns conceitos da fotografia, como ISO, abertura, tempo de exposição e foco (estes conceitos são extremamente básicos na astrofotografia). Mas, já que tinha aprendido um pouco a fotografar sem luz, será que não poderia arriscar algumas fotografias na luz? Afinal, o significado da palavra fotografia é a”arte ou processo de reproduzir imagens sobre uma superfície fotossensível (como um filme), pela ação de energia radiante, esp. a luz.

O mais interessante, quando comecei a pesquisar dicas sobre fotografias, é que percebi que diversos fotógrafos, profissionais, apresentavam dificuldades quando tentavam adentrar no mundo da astrofotografia, pois parece que esta possui algumas peculiaridades que exigem ajustes técnicos por parte do fotógrafo que “gosta da luz”.

De certa forma fiz o caminho inverso: primeiro iniciei meu aprendizado na fotografia diretamente na astrofotografia (não sabia nada de fotografia), após isto, comecei a tentar algumas fotos aqui e acolá, como forma de aprendizado (até hoje, pois ainda estou longe de conseguir boas fotografias).

Aproveito aqui para deixar minha galeria no Flickr, que pode também ser acessada aqui pelo blog: https://www.flickr.com/photos/133337700@N03/albums

Hoje existe muito material disponível no youtube e alguns livros com preços bem acessíveis, além, claro, de muitos grupos no facebook, sobre o assunto.

Aproveitei para explorar técnicas como HDR, Macrofotografia, Fotos mais conceituais, e por aí vai, e já vai me rendendo bastante material.

Deixo abaixo alguns links para quem quer iniciar:

É isto! Boas fotos! Quem quiser, pode deixar nos comentários o link do seu trabalho no flickr.

Edinaldo Oliveira

Anúncios

Técnica HDR para astrofotografia de grande campo, pode ser uma boa?

Olá,

Hoje vou falar um pouco sobre a utilização da técnica HDR aplicada à astrofotografia de grande campo, apresentando uma comparação entre duas fotos que o pessoal gostou bastante.

Não aprofundarei muito na técnica HDR, visto que existe muito material sobre o assunto, mas deixarei algumas referências para quem quiser aprender mais.

Veja abaixo uma fotografia tirada em frame único, com alguma edição:

Foto original, sem técnica HDR - ƒ/3.5 - 18mm - 30s - ISO 1600
Foto original, sem técnica HDR – ƒ/3.5 – 18mm – 30s – ISO 1600

Agora veja a mesma foto com a técnica HDR aplicada (HDR falsa, depois explicarei):

Mesma fotografia com técnica HDR aplicada.
Mesma fotografia com técnica HDR aplicada.

Consegue perceber que na segunda fotografia aparecem bem mais detalhes? Que chegam a parecer que foram desenhados? Na verdade, este destaque se deve justamente à técnica HDR.

Quer aprender como fazer fotografias em HDR? Dê uma olhada neste tutorial: http://www.dicasdefotografia.com.br/o-guia-definitivo-da-fotografia-hdr/

Na minha edição utilizei o Lightroom e o Photomatix (citado no artigo do link), ele é bem simples e gera fotografias em HDR de forma rápida.

Outros links sobre HDR:

Basicamente o que a fazemos é adquirir três ou mais fotografias com exposições diferentes. Geralmente tiro uma foto com a exposição “ideal”, e a partir dela, tiro uma subexposta (mais escura) e outra sobre-exposta (mais clara), daí utilizo o Photomatix para fazer a fusão entre as três fotografias.

E o que eu ganho com isto? Simples: vão aparecer mais detalhes, que ficariam perdidos em uma fotografia de frame único, veja o exemplo:

Exemplo de HDR - Fusão
Exemplo de HDR – Fusão

Daí pensei: porque não aplicar a técnica nas astrofotografias de grande campo? E até que deu certo.. 😀

Citei o termo HDR “falsa”, na verdade, neste tipo de técnica, eu tiro a foto “ideal”, e no programa de edição (Photoshop, Lightroom, etc) aumento a exposição da foto e salvo, faço outra sub-exposta e salvo, para daí integrar no Photomatix, ou seja, não tiro efetivamente três fotos, mas apenas uma, e altero a exposição via software. Isso é muito bom para fotografias em movimento, onde não tenho como tirar três exposições idênticas.

É isto, façam seus testes…boas fotos!

Edinaldo Oliveira

Finalmente uma luz no fim do túnel: Dicas para começar um alinhamento polar.

Olá,

Após meu choro sobre alinhamento no último artigo, surgiu uma luz depois de ler um artigo publicado no blog do Rodrigo Andolfato (clique aqui para ler). Entrei em contato com o colega  Ewertonn Dourado, e o mesmo de forma muito receptiva me deu algumas dicas que ele utiliza para conseguir alinhar sua montagem eq1 + câmera DSLR com a lente de distância focal de 300mm, e parece que depois de muito tempo realmente surgiu uma luz.

IMG_9285

E não é nada tão complicado, tanto que rapidamente consegui fazer tempos de exposição de 30s com minha câmera DSLR na distância focal de 200mm, sem muito esforço…acredito que consiga um tempo maior, se me dedicar alguns minutos a mais (cheguei a conseguir 40s, mas deu um pouco de arrasto e preferi voltar para os 30s, já que estava com preguiça rsrsrsrs).

Continuar lendo Finalmente uma luz no fim do túnel: Dicas para começar um alinhamento polar.

Foco no infinito e ISO, as vezes é um problema.

Olá,

A postagem de hoje é um pouco da experiência ruim que passei na última aventura fotográfica noturna. Tive a oportunidade de visitar um local praticamente livre de poluição luminosa e sem nuvens, um céu extremamente limpo, onde era possível ver praticamente de tudo que há no céu noturno, uma beleza!

Quer saber mais sobre poluição luminosa? Leia o artigo: O que é a poluição luminosa? E porque ela é tão ruim para a astronomia?

Tudo bem! Exagerei um pouco na dificuldade na fotografia de campo rsrsrsrs
Tudo bem! Exagerei um pouco na dificuldade na fotografia de campo rsrsrsrs

Quase sempre utilizo minha Nikon D3200, que na verdade é uma DSLR de “entrada” da Nikon, e que não é lá essas coisas…e para “piorar”, utilizo a lente do kit (uma 18-55mm, motorizada), que termina criando alguns problemas que até eu percebo.

Continuar lendo Foco no infinito e ISO, as vezes é um problema.

01 ano com telescópio e alguns comentários.

Olá,

Neste mês de Outubro/2015 vai fazer um ano que adquiri meu primeiro telescópio, o Skywatcher Maksutov-Cassegrain 90mm com EQ1 e vários acessórios. Posteriormente adquiri uma câmera planetária dedicada CCD (Expanse) e uma DSLR da Nikon (D3200), mas e aí? Irei elencar alguns pontos que julgo importantes, e trazer artigos publicados aqui no blog, que falam de forma mais completa sobre cada tópico.

beginner-astrophotography-kit

Bom, particularmente gosto muito das astrofotografias de grande campo, então, o telescópio vem me servindo como complemento nas fotografias, no caso, quando desejo capturar astrofotografias lunares e de outros planetas. Quando adquiri este telescópio, foi justamente pensando na astrofotografia, tanto que minha experiência em observação utilizando ele é bem pouca.

Veja aqui um review sobre o Maksutov Cassegrain 90mm

Continuar lendo 01 ano com telescópio e alguns comentários.

Como fazer startrails (rastro de estrelas)?

Olá,

Neste artigo de hoje vou explicar de forma bem prática como começar a fazer fotografias de rastro de estrelas (ou startrails, em inglês), não sabe do que se trata isso? Veja a foto abaixo:

Fotografia do astrofotografo Miguel Claro, original em: http://www.miguelclaro.com/wp/?portfolio=startrail-church-noudar
Fotografia do astrofotografo Miguel Claro, original em: http://www.miguelclaro.com/wp/?portfolio=startrail-church-noudar

É algo bastante simples, mas que por vezes algumas pessoas possuem dúvidas a respeito (as vezes confundem pensando que foi uma fotografia de chuva de meteoros), no início eu apanhei um pouco para pegar a técnica, de forma que tentarei ser o mais prático possível, para que mesmo você não possuindo conhecimentos intermediários sobre fotografia possa efetuar estes registros, que considero uma boa entrada no mundo da astrofotografia.

ATENÇÃO!! Como não sou fotógrafo profissional, não me prendi aos por menores da fotografia, ora por simplificação do texto, ora por desconhecimento mesmo. Caso tenha alguma crítica, favor colocar nos comentários aqui no final do texto. De qualquer forma deixei alguns vídeos que podem esclarecer melhor determinados assuntos.

Continuar lendo Como fazer startrails (rastro de estrelas)?

Review do Refletor SkyWatcher 130mm EQ2

Olá,

A pedidos, hoje vamos fazer um review do telescópio Skywatcher 130mm utilizando uma montagem EQ2, que atualmente está sendo ofertado no site do armazém do telescópio:

http://www.armazemdotelescopio.com.br/loja/index.php/telescopios/skywacher130650eq2-detail

Lembrando que o mesmo pode ser adquirido usado, entretanto, devemos ter cuidado com o estado do mesmo, sempre é bom dar uma olhada antes de fechar negócio.

refletor130

Continuar lendo Review do Refletor SkyWatcher 130mm EQ2

Como utilizar a montagem eq1 com uma câmera (de preferência DSLR ou Cannon alterada) para fotos de céu profundo.

Neste artigo, eu tentei falar de forma bem simples, sem tentar deturpar muito os conceitos (espero que tenha conseguido), como o assunto é muito detalhado as vezes, qualquer dúvida pode ser debatida nos comentários.

Uma outra utilização da montagem equatorial que acompanhou meu telescópio maksutov cassegrain 90mm é a possibilidade de “acoplar” uma câmera para tirar fotos de objetos de céu profundo (nebulosas, constelações, etc), mas por qual razão faríamos isto?

Continuar lendo Como utilizar a montagem eq1 com uma câmera (de preferência DSLR ou Cannon alterada) para fotos de céu profundo.

Maksutov Cassegrain 90 mm x Câmeras DSLR

Conforme equipamentos fotografados, este é o setup que utilizo no meu skywatcher maksutov cassegrain 90mm e minha câmera DSLR da Nikon.

Algumas considerações:

– Este telescópio aceita câmeras DSLR em foco primário sem qualquer tipo de problema;

– Para efetuar a conexão no telescópio precisamos de alguns acessórios:

*Anel T2 para Nikon, Canon, Sony, etc. Este anel vai no local de encaixe da lente no corpo da máquina;

Continuar lendo Maksutov Cassegrain 90 mm x Câmeras DSLR