Qual o real formato do planeta Terra?

Olá,

Em meio à grande notícia de ontem (A detecção das ondas gravitacionais, conforme previsto por Einstein há 100 anos e publicado no LIGO – comunicado de imprensa ), gostaria de de ratificar um assunto que parece ainda criar complicações (principalmente nas mentes complicadas), acerca do formato do nosso planeta Terra. Não vou nem entrar no mérito dos que discutem se a Terra é plana ou não, pois este assunto já foi debatido em outro artigo (e dói bastante pensar que algumas criaturas ainda discutem isto, em pleno esplendor da ciência, cujo feito se assemelha ao apontamento de Galileu, com sua luneta, para o céu, espaço e todo um cosmo.

106300

Inicialmente, vou destacar parte de um capítulo do Módulo 01 do curso de cosmologia do ON, conforme coloco aqui: “Conhecer o tamanho e a forma do nosso planeta era vital para o desenvolvimento da astronomia. O primeiro vestígio de que a Terra não era plana veio dos navegadores. Em terra firme, as irregularidades da superfície mascaram a curvatura da Terra. No entanto, em alto-mar, quando este está bem calmo, esta curvatura é perfeitamente notada ao vermos que um navio que se afasta misteriosamente desaparece abaixo do nível do mar no horizonte distante.
Mas isto poderia nos levar a imaginar que a Terra tem a forma de um cilindro. No entanto, este fenômeno ocorre em todas as direções, o que nos faz supor que a Terra é redonda. […] Mesmo assim os antigos ainda podiam argumentar que somente uma parte pequena da Terra havia sido explorada e, portanto, somente esta parte seria esférica. As partes remotas poderiam ter outra forma.
Hoje, ninguém mais pode ter dúvidas sobre a forma da Terra. Ela não é
perfeitamente esférica uma vez que o diâmetro de um pólo ao outro é 42 quilômetros
menor do que o diâmetro no equador. No entanto, é errado dizer que a Terra tem a forma de uma tangerina. O diâmetro da Terra no equador é de cerca de 6500 quilômetros e a diferença de 42 quilômetros não significa muita coisa a não ser que a Terra é muito menos achatada do que qualquer tangerina ou parente dela.
As medições mais recentes, bastante precisas e delicadas feitas principalmente por satélites artificiais, mostram que o nosso planeta tem uma forma que se assemelha, muito ligeiramente, a uma pêra. Mas, cuidado ao afirmar isto. A Terra não tem a forma de uma pêra! Se quiser ser técnico, diga que a Terra tem a forma de um esferóide oblatado.
É importante lembrar que o conhecimento de que a Terra era redonda não foi perdido nos séculos seguintes. Assim, nem Vasco da Gama, nem Cristóvão Colombo, nem Pedro Álvares Cabral, nem qualquer outros dos grandes navegadores ou qualquer dos seus contemporâneos com cultura, tinham medo de cair da borda da Terra durante suas viagens para o oeste na tentativa de achar um caminho marítimo para as Índias.”

Diversos sites ainda evocam o termo Geoide, para definir o formato da Terra. Porém, conforme citado pelo Centro de Referência para o ensino da Física, da UFRGS, “O geoide é uma figura geométrica, definida por Gauss, que representa a forma da Terra aproximadamente. Na verdade é a forma de uma superfície onde o potencial da gravidade (o potencial da gravidadeé a soma do potencial gravitacional com o potencial não inercial centrífugo no sistema de referência não inercial da própria Terra) coincide, em média, com o valor do potencial no nível dos mares. Assim sendo o geoide, conforme definido por Gauss (definição até hoje utilizada por gravimetristas e astrônomos), não descreve em detalhes a superfície real da Terra. Como o geoide é uma figura geométrica (abstrata), por exemplo, as montanhas e as depressões abaixo do nível médio dos mares não estão contempladas nele.

geoundnsrp

 

Em 2011 foi lançado o Explorador de Campo de Gravidade e Circulação Oceânica em Órbita Estacionária (Gravity Field and Steady-State Ocean Circulation Explorer – GOCE), um satélite lançado pela Agência Espacial Europeia (ESA) a fim de medir o campo gravitacional e a circulação oceânica, estando em órbita geo-estacionária.

Traduzindo:  Se, e somente se, a Terra fosse inteiramente redonda, sem nenhuma elevação significativa (como montanhas, cordilheiras etc.), o campo gravitacional, isto é, a força de atração que o centro da Terra exerce sobre você, seria igual em todos os pontos. Como sabemos, temos enormes cordilheiras, como a do Himalaia e os Andes. A grande massa dessas elevações alteram o campo gravitacional, posto que ele é diretamente proporcional ao produto da massa entre os dois corpos que estão atraindo-se mutuamente (se você está mais longe do centro da Terra, vai sofrer menos influência da gravidade do planeta, se está mais próximo do centro, vai sofrer mais influência. Poderíamos dizer, desprezando o fato de que o valor é tão insignificante que nem perceberíamos, que alguém que mora no 20º andar de um prédio seria mais leve do que o morador do térreo – se possuíssem o mesmo peso na balança, auferido no térreo -, ou ainda, que o tempo para o morador do 20º andar passaria de forma mais lenta…sim, ele vai envelhecer mais lentamente que o do 1º andar, porém, em um fator de tempo irrisório para nós…). Assim, agora percebe que você é atraído pelo centro da terra e TAMBÉM pelas montanhas ao redor (já que possuem massa bem maior que a sua)?. Qualquer um que estudou sistemas de composição de força no colégio sabe que quando temos duas forças concorrentes com direções e/ou sentidos diferentes, a trajetória e intensidade da Resultante será diferente. Maiores informações AQUI.

As forças gravitacionais mudam de região para região, não só por causa da topologia do terreno, mas também pelo movimento da grande massa de água em circulação. Assim, através do GOCE, temos um mapa de como são as forças gravitacionais em torno de nosso planeta.

Então…uma figura de batata deformada que circulou nas redes sociais essa semana (abaixo), não é o geoide e nem é a forma da superfície da Terra!

 grace_globe_1

Esta figura foi produzida pela NASA e o seu objetivo NÃO é o de representar a forma geométrica da Terra. Esta figura é uma representação de como aceleração da gravidade  na superfície da Terra varia (conforme explicado anteriormente).

geoids_sm2Vejam o vídeo abaixo:

Dito isto, conforme citei, esta semana nas redes sociais circulou um outro tipo de “mapa” do planeta Terra, no qual o mesmo aparecia de forma bem distorcida do costumeiro globo redondinho e sem imperfeições. Quem postou, não deu maiores explicações, apenas citou que aquele seria o “real” formato da Terra…bom, na verdade a informações foi repassada meio que pela metade, mas agora ficou mais esclarecida, assim espero.

Sobre a forma da Terra, ainda recomendo o seguinte vídeo do Prof. Jorge Ducati, astrônomo do IF-UFRGS:

Até a próxima,

Edinaldo Oliveira

Referências:

Centro de Referência para o ensino da Física, da UFRGS, acessado em: http://www.if.ufrgs.br/cref/?area=questions&id=828

O estranho formato da Terra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s